Município de Resende cria Centro Municipal de Proteção Civil

29/01/2021 17:33

A Câmara Municipal de Resende vai instalar o Centro Municipal de Proteção Civil no edifício das Oficinas Municipais, tendo já iniciado as obras de adaptação para albergar a Comissão Municipal de Proteção Civil, que constituirá a base que alicerçará toda a estrutura local.

Segundo o comunicado, a obra, num investimento global no valor de 246.272,81 euros, com a comparticipação do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional à taxa de 85%, no âmbito da candidatura relativa à proteção Contra Risco de Incêndios, vai permitir criar um espaço onde se possam desenvolver e dar resposta a todas as atividades da Comissão Municipal de Proteção Civil, potenciando recursos, evitando duplicação de estruturas e monitorizando em permanência a área do Município.

A autarquia refere que se encontra em remodelação o piso 1 do edifício das Oficinas Municipais, “onde está a ser criado um espaço renovado e restrito para o desenvolvimento das atividades da Proteção civil Municipal, contemplando as seguintes áreas: um Gabinete de Crise e Planeamento, que permitirá a realização de reuniões da Comissão Municipal de Proteção Civil; uma sala de planeamento para apoio diverso; uma sala de apoio à sala de crise e à parte operacional, equipada com radiocomunicações e meios logísticos e duas salas de despacho do Centro Municipal do Operações e Socorro (CMOS), destinando-se ao Gabinete do Coordenador Municipal de Proteção Civil e um Gabinete Técnico, com particular enfoque na área florestal.”

O Município refere ainda que esta nova estrutura vai ser dotada de equipamentos para as redes SIRESP, ROB e REPC e de recursos tecnológicos como ferramentas de planeamento e análise, com vista à obtenção de respostas eficientes e eficazes em todos os domínios da Proteção Civil Municipal, permitindo, ainda, criar canais/redes de comunicação entre os diversos agentes de proteção civil e outras entidades de apoio.

“O Centro Municipal de Proteção Civil terá uma estrutura variável de acordo com as características da população e os riscos existentes no município, e permitirá rentabilizar o conhecimento e serviços do território, tornando a resposta mais profícua e completa, bem como incrementar a qualidade de ações de prevenção e identificação do risco,” termina o município.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *