Cultura no Dão apresenta 45 espetáculos itinerantes em Penalva, Nelas e Mangualde

23/03/2021 16:47

Os municípios de Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo apresentaram, esta terça-feira, o programa “Cultura no Dão”.

Até ao final de 2021, os três municípios vão receber a apresentação de 45 espetáculos artísticos itinerantes, 15 em cada concelho.

As autarquias esclarecem que “a apresentação dos espetáculos terá lugar em espaços ao ar livre, caracterizados pelo seu elevado valor histórico e patrimonial, zonas históricas e espaços verdes, incentivando ao mesmo tempo a dinamização, a conservação e a preservação do património cultural e paisagístico e fomentando amplamente a qualificação e valorização turística do território por meio da intensificação da imagem da região e a sua capacidade de atrair fluxos turísticos internos e externos”.

Os municípios envolvidos referem que o “Cultura no Dão” além de “servir a população local”, pretende, ainda, atrair pessoas de outros territórios.

Os espetáculos estarão a cargo de associações culturais, artistas e projetos artísticos locais e regionais. Os autarcas destacaram a importância da realização deste programa, nesta altura, já que “a cultura foi um dos sectores que mais sofreu com a pandemia”.

Na conferência de imprensa que contou com a presença de Elísio Oliveira, Presidente do município de Mangualde, Francisco Carvalho, Presidente do município de Penalva do Castelo e José Borges da Silva, Presidente do município de Nelas, os autarcas destacaram o “bom relacionamento e vizinhança” que vão contribuir para a valorização da cultura, através deste projeto.

O “Cultura no Dão” conta com um investimento total de 295 mil euros e, apesar do apoio só ter sido aprovado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C) no início de 2021, este já está em marcha desde o verão do ano passado.

2021 abre com o “Amentar das Almas”

Este ano, a programação do “Cultura no Dão” arranca com a realização do “Amentar das Almas”, no dia 27 de março, pelas 21h30, numa transmissão em simultâneo nas páginas de facebook dos três municípios.

O “Amentar das Almas” são orações cantadas pela rua em louvor dos que já faleceram e faz parte da cultura tradicional durante o período da Quaresma. Pretende preservar na memória coletiva as orações e os cantos noturnos entoados nos cruzamentos das ruas das aldeias e junto às alminhas ao longo de “sete paragens; sete semanas; sete Cânticos; sete apelos; sete orações; sete ais”.

As orações vão ser cantadas pelo Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara, de Mangualde, pela Associação Filarmónica de Vilar Seco, em Nelas, e pelo Grupo de Cantares da Ínsua, em Penalva do Castelo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *