Coro Infanto-juvenil de Abraveses representou Diocese de Viseu e Portugal na Jornada Mundial das Crianças

29/05/2024 09:51

O Coro Infanto-juvenil da Paróquia de Abraveses, da Diocese de Viseu, esteve no passado fim de semana, dias 25 e 26 de maio, em Roma, onde participou na primeira edição da Jornada Mundial das Crianças.

O grupo, constituído por cerca de 50 pessoas, entre crianças, familiares e responsáveis, representou a Diocese de Viseu, mas também Portugal junto do Papa Francisco, sendo um dos poucos presentes a nível nacional.

«Uma presença que se tornou ainda mais notória já que as crianças desfilaram vestidas a rigor com trajes portugueses, típicos da região da Beira, de Viana do Castelo e da Madeira, tendo ainda protagonizado os três pastorinhos de Fátima, representando assim a cultura, religião e tradição portuguesas nesta primeira Jornada, que foi vivida com muita emoção por todos os participantes. Também a voz do coro se fez ouvir durante estes dias», revela a Diocese de Viseu.

«No sábado estivemos no Estádio Olímpico de Roma, onde tivemos várias atividades e o Papa falou com todos e, no domingo, participámos na missa celebrada na Praça de São Pedro, com a presença de 50 mil crianças de todo o mundo, de 101 nacionalidades. As nossas crianças foram vestidas a rigor e desfilaram quer no sábado, à volta do Estádio, a representar o nosso país, quer no domingo, devidamente trajadas», explica Abel Dias, diretor do Secretariado Diocesano da Educação Cristã (SDEC) da Diocese de Viseu. 

Um momento marcante para muitos destes jovens, já que «para muitos deles esta foi a primeira vez que viajaram de avião, que viram Roma e o Papa, de modo que causou muito entusiasmo. Fizeram muitas perguntas sobre o Papa e sobre a Igreja, absorvendo tudo aquilo que experienciaram nestes dias», realça o responsável, acrescentando também que o intercâmbio com crianças de outros países «enriqueceu esta viagem».

Abel Dias não tem dúvidas que «experiências destas não só motivam as crianças, como as deixam alegres e lhes abrem o apetite para também se sentirem comprometidas com a vivência cristã».

Também o Bispo da Diocese de Viseu esteve presente nesta Jornada, a acompanhar o grupo. «Foi uma experiência muito enriquecedora que certamente ficará na memória de todos, crianças, jovens e familiares», realça.

O Bispo recorda, ainda, a forma como o Papa se dirigiu às crianças «de um modo muito simples e direto respondendo às perguntas que cada uma lhe fazia». «A centralidade da mensagem acentuava o valor e a importância da paz para todas as nações, vivendo a alegria, “la gioia”, na esperança da paz, convidando todos para a promoção da vida humana e da sua dignidade construindo sempre a paz e o bem», afirma.

Para D. António Luciano também foi um momento único, recordando que «no imenso colorido brilhava a identidade e a beleza da vida que tem quem ama Jesus e segue o seu caminho», frisando a emoção que se viveu quando o interlocutor, representante de todos os avós, apresentou o Papa Francisco como exemplo de avô de toda a humanidade. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *