Número de queixas por violência doméstica atinge novo máximo 

26/10/2022 11:06

Já são conhecidos os indicadores estatísticos relativos aos crimes e homicídios voluntários em contexto de violência doméstica, respeitantes ao período de julho a setembro de 2022.

Relativamente aos acolhimentos na Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica (RNAVVD), estão nesta situação 1577 pessoas. Destas, 54.1% são mulheres, 44.8% são crianças e 1,0% são homens.

Foram realizados transportes de emergência de 502 vítimas, entre as quais 221 crianças, e foram aplicadas 4314 medidas de proteção por teleassistência, no âmbito do crime de violência doméstica. 

O número de ocorrências participadas à PSP e GNR foi de 8887, fazendo deste o trimestre com mais participações desde que há registo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, ou seja, desde o final de 2018. No total, desde o início do ano, chegaram à GNR e à PSP 23 mil 250 queixas.

De julho a setembro, foram ainda aplicadas 989 medidas de coação no âmbito do crime de violência doméstica e estão integradas em programas para agressores 3055 pessoas.

No período considerado, houve 4 vítimas de homicídio em contexto de violência doméstica. Desde o início do ano de 2022, até 30 de setembro, registam-se 21 vítimas (20 mulheres e 1 criança).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *