Mortaguense Diogo Almeida é o primeiro reforço do Académico de Viseu para 2024/25

18/06/2024 09:52

O avançado Diogo Almeida, natural de Mortágua, é reforço da equipa de futebol profissional da Académico de Viseu Futebol Clube, Futebol SAD.

De acordo com o clube Academista, o jovem de 23 anos rubrica um contrato até junho de 2027.

O anúncio oficial surgiu pela voz do presidente Mariano Lopez, durante a Gala do 110º aniversário do aniversário do clube, onde foram também anunciadas as renovações por mais quatro anos com os atletas Francisco Machado e o médio Marquinho.

Diogo Almeida volta vestir a camisola de um clube do distrito de Viseu depois de ter representado o Pinguinzinho, onde se formou, Lusitano de Vildemoinhos e o CD Tondela. Com passagens por Sporting Clube de Espinho, Empoli, de Itália, FC Paços de Ferreira, SL Benfica B e Sporting Clube da Covilhã, o jovem avançado cumpriu as últimas três temporadas ao serviço do CD Mafra, participando em 37 jogos na Liga Portugal 2.

O antigo internacional português sub-20 falou em exclusivo aos canais de informação do Académico de Viseu FC, aos quais reconheceu a facilidade em transferir-se para a Beira Alta: «Foi fácil de aceitar a proposta, não quis ouvir mais nenhuma quando soube que era o Académico. O projeto que me apresentaram é muito bom e fez com que não hesitasse».

De regresso às suas origens, o jovem avançado diz que a proximidade de casa é, sem dúvida, um ponto positivo e que está pronto para se estrear pelo emblema viseense: «É excelente, tenho a oportunidade de estar mais próximo da minha família e tudo se conjugou para vir para cá, mesmo até para o meu filho que tem apenas um ano. Estar mais perto de casa será importante para dar ainda mais dentro de campo. Eu sou muito tranquilo, mas é claro que sinto aquele nervosismo pela estreia. Felizmente, agora vou ter sempre a minha família e os meus amigos e colegas, que são todos da região, a ver os meus jogos. Será uma época muito boa».

Quanto à temporada que se aproxima, Diogo Almeida reconhece ainda as dificuldades inerentes ao campeonato, definindo como primordial o apoio dos academistas: «A Liga 2 é sempre muito competitiva e contamos com o apoio dos adeptos do início ao fim. Não vai faltar empenho e determinação pelo Académico, estou pronto para dar tudo em campo e é isso que podem esperar de mim».

No discurso de encerramento da Gala do 110º aniversário, o presidente Mariano Lopez revelou também o prolongamento contratual de dois jovens jogadores: Francisco Machado, defesa/médio esquerdo, de 18 anos, que nesta Gala recebeu o Viriathus Jogador do Ano (o jogador com mais mérito desportivo na época); e a Marquinho, 22 anos, médio brasileiro que recebeu o Viriathus Revelação e que assinaram novos contratos por mais quatro épocas, ou seja, até 2028.

Francisco Machado concretizou 40 jogos na última temporada ao serviço de diversos escalões do Académico de Viseu, incluindo na Liga 2, onde se estreou ao ser lançado no desafio contra o Belenenses. Cumpriu ainda 29 jogos na equipa de Juniores, sendo um dos impulsionadores da boa época deste escalão, que chegou pela primeira vez em mais de duas décadas à fase final do apuramento de campeão no campeonato nacional de juniores.

Natural de Coimbra, Francisco Machado, passou pela formação do Pedrulhense, Estarreja, Anadia e Benfica antes de se mudar no início da época 2022/23 para o Académico.

Marco Antonio Marsulo Junior, Marquinho no mundo do futebol, de 22 anos, mudou-se no verão de 2023 para o Académico, proveniente do Barra Sport Clube, emblema que pertence ao mesmo grupo de que faz parte a Académico de Viseu FC, SAD. Antes tinha evoluído no Chapecoense, Cruzeiro e Juventus de São Paulo.

Esta temporada, fez dois jogos na equipa Sub-23, mas rapidamente foi integrado no plantel da equipa principal do Académico, na Liga 2. Totalizou 33 jogos, com sete golos apontados. Recebeu o prémio de jogador do mês da Liga 2 em mais do que uma ocasião.

Marquinho, de férias no Brasil, não esteve presente na Gala dos 110 anos do clube, mas mas enviou mensagem vídeo em agradecimento pelo prémio Viriathus Revelação: «Estou muito grato ao Académico de Viseu pelo reconhecimento no meu trabalho durante esse ano em Portugal. Agradecer também a todos os meus colegas de equipa por todo o companheirismo e ajuda dentro e fora de campo. E claro agradecer a todos os meus familiares que sempre estiveram comigo. Para mim é um orgulho representar o Académico de Viseu e receber este prémio e deixar os parabéns pelos 110 anos do clube».  

A Académico de Viseu FC, SAD dá as boas-vidas a Diogo Almeida e endereça os parabéns a Francisco Machado e Marquinho pelos novos contratos. Sucesso para todos.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *