Morreu Maria José Valério, a voz da ‘Marcha do Sporting’

03/03/2021 11:40

Depois de ter sido internada no passado dia 20 de fevereiro, Maria José Valério, a cançonetista que deu voz à Marcha do Sporting, morreu nesta quarta-feira, aos 87 anos, vítima de covid-19. A intérprete de “Menina dos Telefones” (1961) morreu no Hospital de Santa Maria, onde se encontrava internada.

De seu nome completo Maria José Valério Dourado, a artista nasceu a 3 de Maio de 1933 na Amadora, e é um nome associado ao Sporting Clube de Portugal, tanto pela sua voz, que empresta à marcha Viva o Sporting (tão famosa que acabou por ser confundida com o hino oficial do clube), como pelo seu afecto, que veste da cabeça aos pés, sendo o seu cabelo verde uma espécie de imagem de marca.

No entanto, o percurso artístico de Maria José Valério é mais vasto, tendo passado pela Emissora Nacional e conquistado notoriedade pela sua interpretação de marchas como Olhó polícia sinaleiro, da autoria de António Silva e Maria José Figueiredo, ou de canções como a bem-humorada Menina dos telefones, de Manuel Paião e Eduardo Damas, ou As Carvoeiras de Alberto Ribeiro.

Sobrinha do compositor Frederico Valério (1913-1982), desde a década de 1950 que participava em espectáculos de variedades da Emissora Nacional, assim como em emissões experimentais da RTP, na Feira Popular, em Lisboa. Além de cantar também participou em séries televisivas contracenando com actores como Carmen Dolores, Raul Solnado, ou Artur Agostinho, entre outros.

Em 2004, recebeu a Medalha de Mérito da Cidade de Lisboa, grau ouro. Em 2009, o seu nome foi atribuído ao centro cultural da freguesia da Venteira, na Amadora.

 

Fonte: Público

Foto: Sporting FC

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *