Vistacurta apresenta filme premiado, cineconcerto e oficina musical no Teatro Viriato 

09/10/2023 10:19

O Teatro Viriato volta a associar-se ao vistacurta, do Cine Clube de Viseu, nos dias 10, 13 e 14 de outubro, com o objetivo de continuar a dispor ao público o acesso ao cinema. 

Nesta edição, a programação mantém a mesma fonte de inspiração: o cinema de referência, as curtas-metragens reconhecidas e o cruzamento entre disciplinas diferentes, como a música que é indissociável do cinema. Serão três as propostas para este ano: exibição em contexto escolar do filme “Super Natural”, de Jorge Jácome, apresentação do filme-concerto “Nanook, o esquimó”, com música de Óscar Graça e Nuno Costa; dinamização de uma sessão especial de “Tatabitato”, com Ana Bento e Bruno Pinto. 

“Super Natural”, é apresentado no dia 10 de outubro, a escolas e instituições e proporciona uma viagem documental e ficcional, que percorre as histórias e os bastidores da companhia Dançando com a Diferença – que envolve pessoas com e sem deficiências na criação de objetos artísticos. 

Realizado por Jorge Jácome, o filme guia o espectador por geografias, curiosidades históricas, videoclipes, confissões e momentos de humor, de forma a contribuir para um estar-junto que confunde olhares, ficção e realidade, drones e pássaros, robôs e aranhas, revelando-nos assim que o natural, seja de um corpo ou de um objeto, é sempre mais complexo do que aparenta ser.   

O filme teve estreia mundial no Festival de Cinema de Berlim, em 2022. Depois da sessão acontecerá uma conversa com Henrique Amoedo, diretor artístico da Dançando com a Diferença.

No dia 13 de outubro, é a vez de subir ao palco do Teatro Viriato o Cineconcerto “Nanook, o Esquimó”. Há 100 anos, um filme rodado no Alasca iniciava um novo capítulo na história do cinema. Ao passar nas salas de cinema dos Estados Unidos, a vivência de uma família de esquimós alcançou uma popularidade de proporções inéditas num documentário, fruto de uma mistura sábia de ficção e realidade. “Nanook, o Esquimó” é considerado pioneiro de um modo de filmar o real, valendo amplo reconhecimento ao realizador Robert Flaherty.  A banda sonora deste cineconcerto será da autoria de Nuno Costa e Óscar Graça, dois músicos da área do jazz.  

Para os mais novos, bebés, crianças e famílias, no dia 14 de outubro, há uma sessão “Tatabitato” em que a magia do cinema é embalada ao som de música ao vivo, e em tempo real, por múltiplos instrumentos, com os músicos Ana Bento e Bruno Pinto no comando. Exploram-se imagens animadas provenientes da série “Crias”, de 2019, numa seleção da realizadora Margarida Madeira a assinalar, simbolicamente, os 100 anos que passam desde a estreia da primeira animação portuguesa, no ano de 1923. Com pinguins e gaivotas, flamingos e ouriços, e muitos objetos e brinquedos no palco que permitem criar os efeitos sonoros especiais necessários para criar o ambiente perfeito para cada animação. 

Os bilhetes já se encontram disponíveis na bilheteira, no site do Teatro Viriato e na BOL.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *