PCP, um século de história

06/03/2021 11:40

O PCP assinala hoje os seus 100 anos com 100 ações, com destaque para o desfile na capital, com a participação de Jerónimo de Sousa, secretário-geral dos comunistas. A desfile, com um número limitado de participantes aos 100 – um por cada ano de vida do partido, ocorre no Campo Pequeno, em Lisboa, local simbólico para o partido, dado que foi aí que se realizou o primeiro grande comício do PCP, a seguir ao 25 de Abril, com Álvaro Cunhal (1913-2005), o líder histórico dos comunistas portugueses.

As comemorações do centenário do partido vão prolongar-se até 2022, e em fevereiro o PCP lançou o livro “100 anos de luta ao serviço do povo e da pátria pela Democracia e o Socialismo”, de 300 páginas, que ilustra, em mais de 900 fotografias e imagens, momentos marcantes da história dos comunistas, das greves nos anos 1900 até à “revolução dos cravos”.

Fundado a 6 de março de 1921, em Lisboa, o Partido Comunista Português (PCP) é o mais antigo partido político, esteve 47 anos na clandestinidade durante o Estado Novo e foi central na resistência à ditadura.

Teve como secretários-gerais José Carlos Rates (1923-1925), Bento Gonçalves (1929-1942), Álvaro Cunhal (1961-1992), Carlos Carvalhas (1992-2004) e é atualmente liderado por Jerónimo de Sousa, desde 2004.

Até Março de 2022 vão decorrer, também, no distrito de Viseu, diversas iniciativas no âmbito do Centenário, com destaque para as sessões de apresentação do livro “100 Anos de Luta”, que contarão com a participação de Manuel Rodrigues, director do Jornal “Avante”.

Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *