Mais de 540 mil euros vão ser investidos na separação e recolha de biorresíduos na CIMVDL

24/01/2023 11:33

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões promoveu, ontem, a assinatura de contratos no âmbito do Programa “RecolhaBio – Apoio à Implementação de Projetos de Recolha Seletiva de Biorresíduos”. As assinaturas aconteceram à margem do Conselho Intermunicipal da CIM, que se realizou no Auditório Carlos Paredes, em Vila Nova da Paiva, sendo que o somatório dos contratos assinados perfaz um investimento superior a 540 mil euros. 

O “RecolhaBio” é um programa apoiado pelo Fundo Ambiental, que visa aumentar a quantidade e a qualidade da recolha e reciclagem dos biorresíduos, como sejam os resíduos alimentares e os resíduos biodegradáveis de jardins e parques. Pretende-se que estes biorresíduos sejam reciclados na origem, reduzindo a deposição em aterros, de modo a obter benefícios ambientais da sua valorização e evitando, por outro lado, os custos e impactos decorrentes da necessidade da sua eliminação. 

“Os biorresíduos estão presentes no dia a dia de todos os cidadãos e representam mais de um terço do nosso caixote do lixo. No entanto, quando são recolhidos de forma seletiva, e devidamente encaminhados para tratamento e valorização, têm um potencial positivo, tanto a nível ambiental como económico, que deve ser aproveitado. O programa ontem assinado por autarcas da região Viseu Dão Lafões é um passo importante para continuarmos a promover a transição verde, num território que queremos cada vez mais sustentável, inteligente e economicamente competitivo”, explica Fernando Ruas, presidente da CIM Viseu Dão Lafões. 

São objetivos específicos do Programa “RecolhaBio” promover projetos ou iniciativas que incidam no aumento da capacidade dos municípios, para assegurar o desvio na origem e a recolha seletiva de resíduos urbanos, com particular ênfase nos biorresíduos. Este programa contempla, nomeadamente, apoios para projetos de recolha seletiva de biorresíduos; projetos de compostagem comunitária ou doméstica; projetos que assegurem o desenvolvimento de mecanismos de monitorização e obtenção de informação neste processo; e iniciativas e atividades de sensibilização e de capacitação que contribuam para a separação dos biorresíduos. 

Os investimentos aprovados incluem a infraestruturação e aquisição de equipamentos associados a esse serviço, assim como a sensibilização dos utilizadores para melhorar as suas práticas.

No território de Viseu Dão Lafões, o financiamento do Programa “RecolhaBio” ascende aos 540.976,49 euros, com uma taxa de cofinanciamento de 100%.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *