COVID-19: Alargada a testagem a contactos de baixo risco

12/02/2021 09:34

A partir de dia 15 de fevereiro, segunda-feira “os contactos de baixo risco devem realizar teste para SARSCoV-2 (testes moleculares) no momento da identificação do contacto”, explicar a norma relativa ao rastreio de contactos no âmbito da pandemia da doença provocada pelo SARSCoV-2.

Nas “situações de cluster ou de surto todos os contactos” devem fazer “teste laboratorial para SARSCoV-2 (testes rápidos de antigénio), o mais cedo possível, que podem ser repetidos sequencialmente, sob a coordenação das autoridades de saúde”, acrescenta a documento.

O alargamento da testagem a todos os contactos com pessoas infetadas já tinha sido anunciado na quarta-feira pela DGS e pela ministra da Saúde, Marta Temido.

O alargamento da utilização de testes laboratoriais a todos os contactos (de alto e de baixo risco), a disponibilização generalizada de testes rápidos de antigénio (TRAg) nas unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS), e a implementação de rastreios regulares com TRAg em escolas e setores de atividade particularmente expostos (funcionários de fábricas, trabalhadores da construção civil, entre outro) vão ser promovidos.

Direção-Geral da Saúde acrescentou que a utilização de TRAg foi “progressivamente alargada”, quer ao nível dos locais onde os TRAg podem ser feitos, “quer ao nível dos profissionais que os podem realizar”.

//Lusa e redação//

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *