Comitiva internacional de universitários recebida na CVR Dão

08/02/2024 17:29

Com o objetivo de melhor conhecerem e estudarem a realidade vitivinícola nacional, 12 alunos do Diploma Internacional da OIV em “Management du Secteur de la Vigne et du Vin”, da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), foram recebidos pela Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão.

Oriundos de países como México, Estados Unidos da América, França e Itália, os estudante puderam, ainda desenvolver uma sessão de provas com alguns produtores da região – Casa Américo, Casa de Cello, Global Wines, Soito Wines e UDACA.

«É fulcral que quem pretende aprofundar os seus estudos na área da vinha e do vinho possa ter este contacto direto com as diferentes regiões vitivinícolas de Portugal. No caso do Dão foi possível não só partilhar algumas das informações mais relevantes do nosso território e áreas de atuação, como também fazer a ponte com alguns dos nossos produtores que tiveram a oportunidade de dar a conhecer os seus vinhos de referência. Desta forma conseguimos reforçar o posicionamento internacional dos vinhos do Dão através de diferentes canais, junto de um público que pretende especializar-se nesta área e que pode dar a conhecer as qualidades únicas dos nossos vinhos e da nossa região», refere Arlindo Cunha, presidente da CVR do Dão.

Além de ficarem a conhecer melhor a região do Dão, estes alunos também contam com um contacto próximo com outras regiões vitivinícolas como é o caso do Douro, Alentejo, península de Setúbal e Lisboa.

De recordar que a OIV é uma organização intergovernamental que visa coordenar as políticas vitivinícolas entre os países membros e promover a cooperação internacional no setor vitivinícola. Já o OIV MSc in Wine Management é um programa de mestrado em gestão de vinhos oferecido pela OIV em parceria com instituições de ensino superior. Este programa é projetado para fornecer aos estudantes uma compreensão da gestão no setor vitivinícola, abrangendo temas como vinificação, marketing, distribuição, legislação e aspetos económicos. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *