Autarquia de Tondela aprova redução de impostos para 2023

28/12/2022 14:19

A Câmara Municipal de Tondela aprovou, no passado dia 13 de dezembro, uma proposta para redução das taxas de impostos para 2023, «relativamente à participação do município no IRS dos sujeitos passivos e no Imposto Municipal sobre Imóveis, tendo sido aprovada pela Câmara».

«No que diz respeito participação do Município no IRS, foi aprovada uma redução da percentagem da taxa variável no IRS, respeitante aos rendimentos de 2022 e a aplicar em 2023, de 4% para 2.5%, que correspondente a uma diminuição relativamente ao que foi aplicado no ano passado de 1.5 %», explica o município.

Já quanto à taxa do imposto municipal sobre imóveis (IMI), no próximo ano de 2023, para os prédios rústicos os prédios urbanos devolutos há mais de 1 ano ou em ruínas passa de 0,9% para 0,3%, deixando de ter o agravamento em triplicado.

Para os restantes prédios será fixada, no valor mínimo, dos 0,3%, aplicar nos prédios urbanos avaliados e de 0,8% aos prédios rústicos.

Estas medidas têm como objetivo «melhorar o nível de vida dos seus munícipes e facilitar a atividade dos agentes económicos do concelho, procurando fixar e atrair pessoas novos investimentos, justificadas pelo atual contexto de inflação e o aumento das taxas de juro, fator de agravamento da condição económica das famílias, atual conjuntura económica e financeira que o país atravessa, mas também pela estratégia de reabilitação urbana que a Câmara Municipal irá iniciar em 2023, com a criação de ARU´s», refere o Município.

Segundo a Presidente do Município, Carla Antunes Borges «as crescentes dificuldades das famílias sentidas pela crescente inflação verificada em 2022, motivada pelo conflito armado, agrava exponencialmente a sua condição económica. Entendo, pois, que o momento que atravessamos, em tudo diferente do ponto de vista económico ao atravessado aquando da pandemia, mas agravado também por ele, limita profundamente a capacidade de as famílias fazerem face aos seus compromissos. Ainda assim, o executivo quer transmitir confiança e apoio aos munícipes, abdicando para isso de alguma receita em prol do rendimento de famílias e empresas».

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *